Não traduza palavra por palavra

Bom dia queridos amigos e leitores do Você pode falar Inglês!

Na postagem de hoje vou dar sequencia ao assunto Vestibular, e vou dar uma super dica de como interpretar os textos quando estiver frente a frente com sua prova.

Preparado? So, follow me!

Enquanto eu estava fazendo uma leitura super agradável do livro "Inglês para Vestibular" do autor Carlos Augusto Pereira, eu me deparei com um exemplo muito bom do por quê nós não devemos fazer a tradução de textos palavra por palavra.

Ele citou este trecho de um livro que ele estava lendo, veja só:

"Embora ouvisse cada vez menos com o ouvido direito e se apoiasse numa bengala com castão de prata para dissimular a incerteza dos seus passos, continuava usando com a compostura dos seus anos moços o terno completo de linho com o colete atravessado pela corrente de ouro."

Garanto que 90% de quem faz a leitura deste texto não sabe o que significa "castão" e afirmo com mais certeza ainda que 99,9% de quem faz a leitura deste texto nem se atenta que ela esta inserida no texto, afinal de contas, deve ser apenas um adorno colocado sob a bengala.

É interessante você fazer esse mesmo "palpite educado" que eu acabei de fazer aqui, não vá até o dicionário e busque, até por quê, durante o vestibular você não vai encontrar tempo nem um dicionário para fazer isso rs.

Você que leu o parágrafo pôde perceber que o fato de você não saber o significado da palavra "castão" não prejudica o entendimento do parágrafo. Da mesma forma em inglês, não tente entender um texto "word for word".

Procura buscar mais o sentido das ideias do autor!

Espero que a dica tenha sido útil, até a próxima pessoal!

Se você ainda não viu a postagem sobre técnicas de leitura acesse agora mesmo!

Sobre o Autor:


Eduardo Souto é Professor de Inglês e Blogueiro, 21 anos de idade. Seu principal objetivo é descomplicar o idioma, mostrando que se você quiser você pode falar inglês!
"Um pouco por dia e seu objetivo será alcançado!"


             
Comentários
0 Comentários

0 comentários: